OsTrotamundos

A vida é Trotar por este mundo!

Nos Passos de Magalhães II – O Fatidico Dia 02

Em plena 4ª feira todos levantam tarde para um desayuno no Hotel Império em Rosário, Argentina. Por sorte o café da manhã é servido até as 11hs. Este comportamento nada condizente com uma expedição tem sua razão de ocorrer. O motivo desta escapulida na disciplina da viagem foi o fatídico dia anterior 3ª feira. Que começo a relatar agora.

No dia de finados, enquanto alguns descansavam os viajantes de Nos Passos de Magalhães II acordavam antes das 6hs da manhã para sair no máximo as 6:30, para partir sem desjejum para o maior percurso previsto na viagem.

Painel do Tutit - Pajero verde com bandeiras de Minas e do Brasil coladas na porta do bagageiro

Após a prece, o grupo reunido com as viaturas ao fundo no pátio do Hotel em Eldorado às 6 da matina.

Após o engraçado acoplamento de Paulo e família à expedição em Pasos de Los Libres e de rodar os mais de 900 km previstos chegamos nas cabanas Naturalmente em Vila Urquiza pouco antes da cidade Paraná.

deslocamento tipico do dia

Acoplamento do Paulo em Pasos del Los Libres no posto Petrobras

A atividade mais constante desta viagem.

Infelizmente, Natural “mente” e não nos entregou o acordado. Nossa triste surpresa as pousadas não tinham a menor condição de nos abrigar. Não pela qualidade, pois o lugar era muito bonito e as cabana aconchegantes, mas sim pela quantidade. Tinham apenas 2 cabanas em condições de uso que abrigariam na melhor das hipóteses 10 pessoas. Nosso grupo, no entanto, possui 17 integrantes.

Entrada das Cabanas Natural"mente"

preocupação do comandante

Os carros em frente as 2 únicas cabanas disponíveis.

Espanto, decepção, reunião, discussão, telefonemas e a sentença. Vamos ter de “puxar” o dia por mais de 200 km. O astro rei já se ocultava no horizonte e nós recomeçávamos a marcha que culminaria em 1159km rodados em mais de 18 horas de direção, ânimos exaltados e corpos exaustos.

A benção nas mãos dos motoristas para continuar este desafio.

A lição que fica é que realmente estamos numa aventura. E portanto imprevistos podem ocorrer. Mudanças de planos será normal e o planejamento é uma trilha volátil e não um trilho imutável. O maior acontecimento do dia 02 foi o aprendizado de lidar com situações de extremo descontentamento e conseguirmos chegar a um final feliz. Pois depois da cabeça deitar no travesseiro o cérebro trabalha um pouquinho a mais e perceber que o dia não foi um fracasso e sim um grande sucesso. Chegamos todos juntos e seguros antecipadamente num destino planejado.

E a todos os meus amigos de viagem o meu muito obrigado.

Anúncios

03/11/2010 - Posted by | Aventuras |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: