OsTrotamundos

A vida é Trotar por este mundo!

Nos Passos de Magalhães II – Chegada em Paine

Torres del Paine o segundo objetivo da expedição Nos Passos de Magalhães II. Torres del Paine o primeiro objetivo para um apaixonado em fotografias. Simplesmente um dos locais mais intocados do planeta. Apenas 2 dias no local, então foi aproveitado ao máximo.

O Parque Nacional Torres del Paine (entrada 15 mil pesos chilenos) possui 242 mil hectares, sendo um lugar provido de elementos simples: montanhas, florestas, rios, lagos, neve, vida selvagem abundante, geleira, desertos e um pouco de civilização representada por grandes, luxuosos e caros hoteis. Nós, é claro, ficamos confortavelmente instalados em nossas próprias barracas e colchões infláveis no camping Pehoé ($10mil por pessoa por dia).

O caminho de Punta Arenas para Torres del Paine passa por Puerto Natales. Uma cidadezinha sede para os aventureiros do parque e que dispõem de muitas pousadas e restaurantes. Por indicação do Ramalho almoçamos num lugar bom, de nome meio duvidoso. Mas pelo menos as montanhas voltaram ao horizonte. Apenas no inicio, depois ficamos de cara a cara com toda a imponência desses maciços rochosos.

Estrada para Porto Natales

Na simpática Puerto Natales

Restaurante de nome duvidoso recomendado pelo Ramalho. Pelo menos estava bem cheio e a comida gostosa.

Antes de chegar no Parque propriamente dito visitamos a “cueva del milodón” , uma caverna onde foram encontrada vestigios deste espécie de preguiça gigante. O passeio é legalzinho, o bom mesmo foi as brincadeiras da Gabriela.

Cueva del Milodón

Fazendo pose ao lado do mais novo amigo Milodón. Ao fundo Gabriela fazendo arte.

Com as montanhas de volta ao cenário surgem os lagos e a cada curva de ripio uma grata surpresa.

Estrada de ripio para Torres

Vista do Lago Toro, antes da entrada do Parque

Finalmente o parque

Chegando no parque fomos direto (claro, com varias paradas para foto) para o camping. Preparamos o jantar e já encaramos a primeira caminhada para o Mirador dos Condores, em frente ao lago Pehoé apreciar o pôr do sol. Nesta empreitada de fim de dia, apenas B.H.Rocha, Vi e Carlos Feitosa encararam a subida.

Primeiro miojo da viagem.

E lhes apresento as famosas Torres del Paine, visto de frente ao lago Pehoé.

Bruno, Viviane e Carlos no crepúsculo del Paine

Anúncios

16/11/2010 Posted by | Aventuras | , | Deixe um comentário

Nos Passos de Magalhães II – Dia 12 Nov

O dia 12/nov não teria nada especial, apenas o deslocamento entre Rio Grande na Argentina para a cidade de Punta Arenas no Chile. O deslocamento relativamente curto 420km, seriam acrescidos de aduanas e da balsa sobre o estreito de Magalhães. Como paisagens as montanhas ficaram para trás e os campos repletos de rebanhos ditaram o cenário novamente.

Punta Arenas é zona franca e a esperança era que conseguiríamos melhores câmbios e realizar compras de artigos esportivos, leia-se meias, calças e blusas de frio, e de artigos eletrônicos. Pura decepção, cambio normal, perdemos muito tempo para encontrar hotel (ficamos divididos em 3 grupos), e para completar os preços não estavam tão atrativos assim.

Pasto com ovelhas de cara preta

Travessia do Estreito de Magalhães na balsa Patagonia.

E a ilha Tierra del Fuego fica para trás

Descanso na "longa" travessia de 30 minutos

16/11/2010 Posted by | Aventuras | , | Deixe um comentário

Nos Passos de Magalhães II – DIA 11 nov

Saimos de Ushuaia no dia 11/nov, sendo que o Ramalho, Gloriete, Henrique, Negâ e Cássia ficaram para tentar curtir um pouco mais a cidade, uma vez que chegaram na véspera. Destino Rio Grande ainda no lado Argentino. É um percurso curto de 215km, mais estratégico, pois na seqüência o objetivo será Punta Arenas no Chile, que significa aduana e balsa pelo estreito de Magalhães.

No caminho mais paradas para fotos no lago escondido e no belissimo lago Fagnano. Um dia tranquilo para viajar e relaxar. Em Rio Grande ficamos no Hostal Antares e dali para o restaurante Tienda Sara com menu del dia de fetuchini bolonhesa “mui caliente”.

Paso Garibaldi

Rota 3

Carros alinhados em frente ao lago Fagnano

Um pouquinho de 4x4 reduzida só para dizer que saímos fora da estrada.

Belíssima composição. Das milhares que vemos todos os dias.

16/11/2010 Posted by | Aventuras | , | Deixe um comentário

Nos Passos de Magalhães II – EM USHUAIA, Terra do Fogo

Tierra del Fuego – A região tem esse nome por acaso. Devido ao seu clima extremamente frio, inóspito, os indígenas locais mantinham fogueiras permanentemente acesas para se aquecer. Há quase 500 anos, exploradores do Velho Mundo que por aqui se aventuravam se deparavam com fogos dispersos e colunas de fumaça. Possivelmente esta foi a imagem que deu origem ao nome da ilha.

Ushuaia – Cidade mais meridional da Argentina e do continente americano e do mundo. Austral = ao sul. Ponto de partida para a maioria das expedições  rumo à Antártica, tem o apelido de “o fim do mundo”, o que a torna mais cobiçada por viajantes de todo o globo.  Ushuaia foi a grande primeira meta da expedição Nos Passos de Magalhães II, sendo atingida por parte do grupo no dia 8, depois no dia 09 e acoplamento total da equipe em 10 de novembro.

Os eventos nos dias que se passaram foram muitos, muitos ficaram adoecidos e utilizaram o tempo para recuperar das subitas mudanças de temperatura e umidade que enfrentamos. Outros conseguiram visitar os parques, museus, passeios de barco e todos foram as compras, carimbar o passaporte com selo do fim do mundo e ao tradicional Cordeiro Patagônico regado com Vino del fin del mundo no restaurante La Instancia, muito boa recomendação de amigos da Rita e do Alex.

Ferrocarril Austral Fueguino

Fim da Rota 3 no parque Tierra del Fuego

Canal de Beagle

Canal de Beagle - outra ponto

Vista do final do canal de beagle no Parque Nacional

Perro campeño no Parque Nacional

Num dos muitos jardins da cidade na Avenida Maipu

Fechando a noite com Cordeiro Patagônico assado num "tenedor libre"

vino austral

Boa Noite Ushuaia

16/11/2010 Posted by | Aventuras | , | Deixe um comentário